domingo, 15 de janeiro de 2017

Meu relato de parto



RELATO DE PARTO
41 semanas... 2 mudanças de lua e o Benjamin continuava no forninho. Nada de nascer lindamente e naturalmente de 39/40 semanas como passei a gravidez inteira vendo pelos feeds da vida... A gente planeja muito durante os quase 10 meses, mas raramente sai tudo como queremos.
Eu sempre quis parto normal, mesmo muito antes de eu ser mãe ou pensar nisso. Descobri a humanização no parto através da Bruna, minha cunhada, que teve o Levi em um parto humanizado hospitalar em 2013. Depois disso, hora ou outra eu pesquisava sobre partos humanizados em casa, no hospital, natural, induzido, na água... enfim, li várias coisas durante esses 3 anos que se passaram e na gravidez me informei mais, assisti a documentários, estudei, li relatos de parto, me preparei o quanto pude e foi super válido ter feito isso.
Estava mais que decidido, nosso filho viria ao mundo da forma mais natural possível. Queria um parto sem intervenções, sem analgesia... Rafa estava nessa comigo. Eu sentia que estava preparada psicologicamente (nem tanto fisicamente) pro que viveria em algumas horas.
Graças a Deus tive uma gravidez super tranquila, nada de enjôos (só azia e muito refluxo) ou outras coisas mais sérias. Mas a pedido do GO com 39 semanas passamos a fazer consultas semanais.
Desde o começo da gravidez eu já estava ciente que meu GO, Dr. Victor, não esperaria além das 41 semanas. O primeiro ultrassom indicou uma semana a mais do que eu estava (eu sabia a data que engravidei), então, em todas as consultas eu fazia questão de corrigir porque se precisasse induzir, induziria com 41 semanas mesmo e não 40.
Com 40 semanas eu não sentia nada, só as contrações de treinamento mesmo, sem dor alguma. O Victor disse pra me exercitar ou na outra semana, se nada acontecesse até lá, iríamos induzir. Então eu fui pro clube nadar, dancei em casa, comi abacaxi e... nada!
Pra falar que eu não passei pelos pródromos (você que deseja um PN é importante ler sobre), um dia antes de completar as 41 semanas eu senti umas contrações doloridas, mas bem espaçadas.
No outro dia, com exatas 41 semanas, fomos à consulta por volta das 5h da tarde. O Dr. Victor me examinou e disse que meu colo estava centralizado, mas sem nenhum progresso. Então discutimos sobre a indução e ficou acertado que iríamos na mesma noite à clínica pra iniciarmos a indução. Ele também me deu a opção de internar logo após a indução ou ir pra casa, mas decidimos ir pra casa pra ficarmos mais à vontade. Antes de ir pra casa passamos na Nobel, lanchamos. Fomos pra casa e deixamos tudo pronto pra irmos às 23h na clínica.
Durante a gravidez eu havia lido e uma amiga minha, que passou por um parto normal humanizado, me falou sobre exercícios de preparação pra não lacerar (naturalmente) o períneo e ela conseguiu! Eu fiquei super animada que alguém pertinho de mim, que eu conhecia, tinha conseguido parir sem lacerar. Então, com 34 semanas de gestação, super empolgada, eu comprei o óleo pra fazer a massagem e fiz, apenas uma vez. Não façam como eu! FAÇAM!
Voltando... Eu estava com muito medo da indução não dar certo e acabar em uma cesárea, o que me apavorava. Tenho pavor de cirurgias, cortes, anestesias... e fora que era meu sonho que meu filho nascesse de parto normal. Sabia do quanto saudável seria pra ele e pra mim.
Minha cunhada Bruna me visitou em casa por volta das 21h da noite e trouxe um chá delicioso de chocolate, pimenta, canela, alecrim e páprica pra ajudar na indução de parto.
Minha mãe me ligou perguntado se eu não queria mesmo que ela fosse pra clínica comigo e eu confirmei que não queria mesmo. Queria algo bem tranquilo e que nada me pressionasse nesse momento. Confirmei que seria somente eu, o Rafael, a Kamila (fotógrafa) e a equipe médica. Oramos juntas.
Por volta das 23h eu estava no meu quarto terminando de pegar as últimas coisas e pensando se iria à clínica induzir ou não... Então comecei a chorar e falei pro Rafael que estava com medo de não dar certo. Ele me disse palavras que me encorajaram, palavras que eu precisava ouvir. Disse que Deus estava no controle de tudo, que até agora tudo estava dando certo e seria de acordo com a vontade dEle. Que se tivesse que ser cesárea, que fosse, importaria no fim, apenas que eu e nosso bebê estivéssemos bem. As palavras dele tranquilizaram meu coração e então decidi ir pra clínica.
Chegando lá por volta das 23h30 uma enfermeira me atendeu, confirmou se eu era a paciente do Victor que ia induzir o parto e pediu pra que eu fosse pra uma salinha e a esperasse. Poucos minutos depois ela chegou e aplicou o misoprostol via vaginal. Esperamos 40 minutos. E eu louca pra ir ao banheiro, pois havia bebido 3 canecas do chá da minha cunhada, mas não podia. Tive que esperar pacientemente contando cada segundo.
Se tudo estiver bem (leia sobre as REAIS indicações de cesárea), a indução é considerada como uma alternativa a fazer direto uma cesariana. O método de indução vai depender das condições do colo do útero. Existem alguns tipos de indução, o que aplicaram em mim foi um comprimido (misoprostol) que é colocado na vagina pra iniciar as contrações. Uma outra alternativa, é a ocitocina sintética aplicada na veia, mas o misoprostol tem históricos de maior sucesso em induções. Ele ainda poderia ser colocado mais duas vezes (a cada 6 horas) caso o trabalho de parto não se iniciasse de primeira.
Depois da aplicação, fomos lanchar pertinho da clínica, no Mr. Kong. Encontrei uma colega de escola antiga, a Quênia, conversamos um tempão sobre parto normal, rimos. Enquanto esperava o pedido chegar, conversava com o Rafael e comentei com ele que eu ia vomitar porque quando sentia cólica menstrual muito forte eu vomitava de dor. Mesmo assim comi uma salada leve de salmão e depois fomos pra casa. Eu estava bem tranquila já que o Dr. Victor me disse que o remédio ia começar a fazer efeito lá pelas 5 da manhã. Deitei na cama eram 2 da manhã e assim que fechei os olhos ouvi como o som de uma tampinha de garrafa abrindo no meu útero. Foi bem alto, PLOC. Gritei: - ‘RAFAEL’, e disse que achava que a bolsa havia estourado. Mas não saiu nenhum líquido. Fui pro banheiro e a calcinha estava um pouco molhada. No mesmo instante eu comecei a sentir contrações doloridas. Era como uma onda, vinha forte e logo ia calminha. Entrei embaixo do chuveiro quente. Não passou nem 10 minutos e o tampão mucoso saiu. O Rafa já pegou meu celular e começou a registrar as contrações. Elas estavam ritmadas de 5 em 5 minutos e nessa hora eu me arrependi de termos voltado pra casa, vi que seria bem rápido. Lembrei que pedi pra Deus pra ser bem rápido. Falei pro Rafael pra irmos pra Modelo senão o Benjamin nasceria ali mesmo no banheiro.
Já estava tudo no carro. Foi só o tempo de me enxugar e colocar a roupa (com contração, que beleza!). Demorou cerca de 15 minutos pra chegarmos até a clínica médica, mas pareceu uma eternidade. Ainda assim permanecia tranquila, mas com dor. A mesma enfermeira que ministrou o comprimido em mim me atendeu e não acreditou que em menos de 3 horas eu já estava ali de volta. Ela perguntou se era meu primeiro filho kkkkkk... deve ter pensando ‘coitada sentiu uma dorzinha e já tá achando que tá parindo’ e ainda bem que eu estava mesmo! Na salinha enquanto esperava a enfermeira vir me examinar me deu vontade de vomitar. Ainda bem que tinha uma pia pequena nessa salinha. Foi lá mesmo, eu levantei e vomitei. Vomitei minha salada de salmão toda, que triste. Tava tão gostosa! Virei pro Rafael e falei: - Não disse que ia vomitar, tinha certeza. Ela chegou, me examinou e eu já estava com 4 cm de dilatação. Ela pediu pra que fôssemos pro apartamento enquanto ela ligava pro Victor. Lá ia eu de escada quando o Rafael me lembra do elevador. Em milésimos de segundos pensei que se subisse de escada aproveitava pra fazer um exercício e assim aceleraria um pouco mais o parto, e por outro lado pensei o quão cômodo seria o elevador. Rolou elevador, claro. E também rolou contração no elevador (quem nunca?!).
Tinha separado playlist no Spotify, levado a GoPro pra filmar, mas quem disse que lembrei de alguma coisa?! Chegando no quarto, fui direto vomitar na pia do banheiro e logo depois fui pro chuveiro enquanto o Rafa organizava as nossas coisas no quarto. Aí já comecei o exercício de respiração nasal que aprendi em uma aula de yoga. A cada onda que vinha eu vocalizava, fechava os olhos e respirava... Inspira, solta... Inspira, solta... Pouco tempo depois a Kamila estava lá. Sentada ali no chão do banheiro, conversamos entre umas contrações e outras, rimos. Depois, eu nem a vi tirando fotos. Eu já estava na ‘partolândia’. A enfermeira chegou no banheiro do apartamento e veio com um buscopan no soro pra mim, de início eu não quis, falei que não precisava, mas ela disse que o Vitor pediu pra colocar já que eu estava sentindo muita dor. Eu aceitei de início pra não discutir com ela, mas não fiquei a vontade porque estava de cócoras debaixo do chuveiro apoiada em uma cadeira e aquilo no meu braço me atrapalhava. O Rafael estava comigo o tempo todo e a cada contração fazia uma massagem na minha lombar que aliviava demais a dor. Logo o Dr. Victor também chegou, pediu pra eu ir pra cama me examinar e eu já estava com 8 cm. Fiquei super alegre. Estava tudo tão rápido. Na mesma hora eu já pedi pra tirar o buscopan. Foi um alívio, assim podia me movimentar tranquilamente. Ia voltando pro chuveiro quente quando veio uma contração, fiquei de cócoras ali no chão mesmo e senti vontade de fazer força ‘o puxo’. A primeira força! Foi incrível! Pensei: - tá acontecendo, tá pertinho de nascer. O Victor me disse que ainda não era hora de fazer força, mas eu disse que senti vontade, então ele disse: - ah, então faz. É um ato que você não controla, seu corpo faz você fazer a força. Lembro que nessa hora saiu todo o restante do líquido da bolsa. Também lembro que rolou cocô (quem assistiu Greys Anatomy ou entende de PN sabe rsrs)... E eu toda preocupada dizia: - Rafael, cocô. Ele ia e limpava. É muito amor não é?!
Voltei pro chuveiro. E quando o Victor me chamou pra me examinar de novo eu já estava com dilatação total. Nem acreditei. Fiquei ali no quarto mesmo, não quis voltar pro chuveiro. Algumas contrações e eu já me sentia cansada, com sono. Acredito que foi o buscopan. Eu sentia minha lombar queimando era o tal círculo de fogo, pensei. De cócoras em cima da cama durante umas 3 contrações eu fiz força e nada. Eu não fui daquelas de gritar. Pela minha personalidade eu já esperava isso, eu vocalizava a cada contração e dizia baixinho: -vem filho, vem filho! Eu sentia cada contração e sabia que meu filho estava cada vez mais perto de vir pros meus braços. Cansada, logo eu me deitei na posição ginecológica. Algumas contrações e força total, mas não estávamos progredindo. A primeira vez que o Rafael viu a cabecinha dele disse: - amor é cabeludinho! Eu sorri.
O Benjamin quase saia com a cabeça pra fora e voltava. Foi assim diversas vezes. O Victor até me deu um incentivo cortando uma mechinha do cabelo dele. - Não é possível que eu vou ter que ser o primeiro cabeleireiro dele, e me mostrou a mechinha de cabelo.
Segurando minhas pernas, fiz muita força. Em cada contração o Rafael estava do meu lado me apoiando e chamando pelo Benjamin. De tempo em tempo o Victor escutava o coração do Benjamin. Em uma dessas, o Rafa veio até mim e disse: - amor faça toda força possível agora. Eu fiz, mas ainda assim não foi o suficiente pra ele sair. O Victor disse que ia me dar uma ‘ajudinha’. Aplicou anestesia local e nessa hora eu disse que não queria episo, mas ele disse que iria fazer somente se fosse necessário. Eu tentei por algumas contrações, mas não consegui fazer força o suficiente. O Victor ouviu mais uma vez os batimentos do Ben. O Rafa se preocupou, perguntou à ele se estava tudo bem. De novo o Rafael veio no meu ouvido e disse que não esperaríamos mais, que era pra eu fazer toda força possível. A contração veio, e não progredimos, então na outra contração ele fez a episio e pediu pra que eu continuasse a fazer força. Mas na hora eu fiz tanta força que eu nem vi que tinha feito episio. - A cabeça saiu, o Rafa informou. Por mais duas contrações eu fiz força e senti um ombro saindo e logo depois a sensação de um escorregão saindo da barriga. Sob o olhar atento do Rafa, o Benjamin nascia. E também nascia ali, uma mãe e um pai. A emoção é tão grande... É um momento quase inexplicável. Eu me senti tão mulher, tão poderosa. É como eu disse durante toda minha gravidez, o mais perto que chegamos de Deus, é em uma gestação e com certeza, agora vivido, um parto. Ele veio na mesma hora pro meu colo, sem choro, bem calminho. Nos olhamos nos olhos. Eu o abracei, senti o seu cheirinho junto com o Rafa, enquanto papai caía no choro (Rafa não chora com quase nada), eu era só sorrisos. Então ouvimos aquele chorinho tão lindo. Que momento maravilhoso. Ainda no meu colo eu já arranquei o peito pra fora do top e tentei amamentar ali mesmo. Rafael caiu na risada e disse: - calma amor. Foi engraçado. Naquela hora o Benjamin não quis peito mesmo.
Ben nasceu cabeludo, com bastante vérnix e sem circular de cordão. Assim que o cordão parou de pulsar, o Rafa cortou. A placenta nasceu logo. Ben ainda ficou algum tempo no meu colo até que a pediatra Jaqueline o levou para examiná-lo; Apgar 9/10. Nasceu forte e saudável às 05h05 com 52 centímetros, pesando 3.945 quilos. Eu não sei se foi o chá que minha cunhada fez pra mim que ajudou, mas foram apenas 3 horas de trabalho de parto. Um tsunami!
Enquanto a equipe médica cuidava do Ben, eu fui pro centro cirúrgico. Assim que levantei pra ir pra cadeira de rodas senti o baque da barriga. Dei alguns passos e aquilo parecia uma gelatina gigante mexendo pra lá e pra cá rsrs. Achei que o Victor demorou um pouco no procedimento comigo lá no centro cirúrgico. Queria um relógio... Da próxima vez vou parir de relógio no braço kkkkk. Perguntei pra ele: -quantos pontos? - 4 pontos, ele respondeu. Já li relatos em que a mulher levou o quíntuplo de pontos, pensei: - menos mal. Voltei pro quarto e o Benjamin já estava no colo do papai todo embrulhadinho conversando que só ele. Eu disse pra Kamila: - Vai ser conversador que nem o papai. Rimos. A Kamila ainda ficou um pouco com a gente. E depois ficamos só nós curtindo aquele delicioso e inesquecível momento. Oramos nos três, nossa primeira oração juntos. Nos emocionamos. Rafael ligou pros meus pais e pros pais dele. Enquanto isso Benjamin mamou... Mamou 15 minutos seguidos com a pega perfeita, boca de peixinho pegando quase toda auréola. Eu só sabia agradecer a Deus.
Tive dois arrependimentos que sei que me atrapalharam a ter um parto perfeito. 1. Não ter feito a massagem no períneo. 2. Ter parido na posição ginecológica, já que eu sabia que era melhor de parir de cócoras ou outra posição que favorecesse a gravidade. Essas duas escolhas MINHAS foram decisivas na hora do expulsivo, daí a consequência, episio. Mas depois de alguns dias remoendo isso, me conformei e vi que era o que menos importava. E não importou mesmo. Durante toda gestação, eu defendi a laceração natural (e ainda defendo), que a episio é violência obstétrica (e é sim!) e blablabla... Mas assim como a césarea, a episio é válida quando NECESSÁRIA. É violência sim, quando feita de forma indiscriminada, rotineira, de qualquer forma, sem consentimento e sem espera. No meu caso, o Dr. Vitor foi tudo que eu esperava que fosse, ele nos assistiu e interviu quando foi necessário.
Foi um aprendizado. Na próxima gestação, eu que agora vivi na prática o que tinha apenas lido, já sei o que fazer, o que não fazer e como fazer. Mulheres sabem parir e bebês sabem nascer.
Obrigada Deus pelo dom da vida, pela sabedoria, pelo meu filho, que o Senhor sonhou e formou muito antes de eu carrega-lo em meu ventre. Obrigada por ter permitido que eu vivesse esse momento lindo onde o Ben nasceu cercado de amor, proteção e benção. Tu és o Deus da perfeição!
Obrigada meu amor por ter ido a todas as consultas comigo, por me apoiar e auxiliar em todos os momentos, do início ao meio, porque ainda estamos escrevendo essa história, de sermos pais. Você se lembra que há 15 anos atrás eu já dizia que você seria o pai dos meus filhos?! Pois é... Te amo!
Obrigada a minha família por ter me apoiado quanto à decisão do parto normal, foi muito importante. Me fez forte e capaz.
À Kamila, que se dispôs tão carinhosamente a registrar esse momento lindo que ficará para outras gerações verem como foi maravilhoso o parto do Benjamin.
Agradeço ao Dr. Victor que cuidou tão bem de nós durante os quase 10 meses e toda equipe médica presente no parto. E a todos os médicos que incentivam as mulheres a terem seus bebês via parto normal.
Obrigada a todas as mulheres que relatam diariamente seus partos. Continuem compartilhando suas experiências. Agradeço às muitas páginas do facebook e diversos sites que compartilham os inúmeros benefícios e derrubam os diversos mitos de um PN.
Obrigada, obrigada... sou só gratidão.

















sábado, 31 de agosto de 2013

Caos

31 de Agosto - Caos
Mensagem Extraída do Livro Pão Diário - (Direitos Reservados à Radio Transmundial)



Caos
Leitura Bíblica: Rute 1. 1-5

... Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas (Pv 3.6).

"Isto é um verdadeiro caos"!, exclama a mãe desesperada diante da bagunça no quarto do filho adolescente... Quantas vezes nos sentimos assim, em um verdadeiro caos: nem sabemos por onde começar para colocar tudo em ordem. Lendo nosso texto de hoje, podemos dizer que Noemi também viveu uma situação caótica. Para fugir da fome, ela e sua família foram morar em Moabe, um local próximo de Israel. Lá seu marido morreu, e os dois filhos homens, que ajudariam no sustento da mãe viúva, também. Sozinha, sem marido, sem filhos, pobre, em uma terra estranha, sem perspectiva de mudança em seu quadro, ela decidiu voltar para Belém sua terra natal.

Parece que caos ou o vazio nunca fez parte da vontade de Deus para nossas vidas. Em Gênesis 1.2 lemos que a terra era sem forma e vazia. Em Isaías 45.18, o profeta explica que a terra não foi criada para ser vazia nem para ser um caos mas para ser habitada. O que Deus fez? Pôs o universo em ordem criando a luz, estabelecendo o dia e a noite, como também as estações do ano (Gn 1). Imagine como seria a vida sem esta ordem se as estações se alternassem regularmente...

Deus também restabeleceu a vida de Noemi quando ela voltou para o seu povo e se voltou para o seu Deus, buscando nele a ordenação de sua vida. Deus age de maneira maravilhosa e surpreendente, pois por meio de Rute, a nora que a acompanhou, e Boaz, Noemi teve sua vida restaurada e amparo em sua velhice (Rt 4.14-16) com o nascimento de seu neto.

Talvez você também esteja se sentindo em um caos sem emprego, sem família, sem dinheiro, sem perspectiva. Se essa é sua situação, busque ao Senhor! Só ele pode colocar ordem em sua vida, dando-lhe a direção certa e uma nova esperança. Você se surpreenderá com o que Deus fará! - CTK


Se sua vida está um caos, peça direção de Deus para colocá-la em ordem.





segunda-feira, 29 de março de 2010

Aprendendo a fazer Sumário

Bom gente hoje eu aprendi por conta do PREX (tcc) e vou repassar essa valiosa informação.
Como fazer sumário no Word automaticamente, sem precisar ficar sofrendo pra colocar os pontinhos e as páginas.

É um pouco complicado...mas não desanime, vai conseguir!

Todos os seus títulos do Sumário inclusive dos Títulos ao longo do texto tem que estar com a mesma formatação senão não dará certo.

Você selecionará segurando o CRTL todos os títulos do sumários e respectivamente todos os mesmos títulos no texto. Feito isso você vai em Estilo ( sabe onde fica a fonte da letra que você está usando, normalmente Arial ou Times, do lado esquerdo fica o mesmo quadrado só que é do Estilo). Ai você vai escolher Título 1, 2 ou 3.

Feito isso, e ainda selecionado você poderá colocar negrito e entrelinhas, de acordo com o que você quiser.

Agora vá em INSERIR, REFERÊNCIAS, ÍNDICES, ÍNDICE ANALÍTICO escolha as formatações de acordo com sua preferência e dê OK.

Prontinho está feito!!!
Ah não se esqueça que toda vez que alterar o texto você terá que atualizar o sumário.


Bye :D

quarta-feira, 17 de março de 2010

Palestra com Paulo Henrique Amorim

A Associação Comercial e Industrial de Rio Verde - Acirv promove no próximo dia 31 de março, no Sindicato Rural, palestra com Paulo Henrique Amorim, sobre o tema "Cenário Político-econômico e Mercadológico". Na opurtunidade o jornalista falará sobre as perspectivas da economia brasileira à longo prazo, como também sobre um mercado de massa que precisa comprar, especialmente casas e colocar os filhos na faculdade, além das novas oportunidades que a ascensão da classe média oferece.



Fonte: Hércules Dias

quarta-feira, 10 de março de 2010

O Amor é Grátis!


Um pessoal que tem feito a diferença e realmente vive os valores cristãos é o pessoal da Love S.A.
Eles falam e vivem de maneira criativa, moderna e totalmente válida sobre o que é o amor de Deus através das interções urbanas, reuniões no Bar da Tia em Gyn.

O Convite da Love S.A.:

Sabe aquele amigo que te diz NAO quando você chama ele pra ir a sua Igreja porque te compara com aqueles crentes da TV?

Sabe aquela vergonha que da quando falam que sua igreja explora as pessoas?
Sabe aquela raiva de escutar que pastor só quer dinheiro e que a igreja é lugar pra otário?
Isso vai mudar, pelo menos pra alguns que serão alcançados pela intervenção da Love S.A “REAL GRATIS”. Real Grátis é mais que um projeto, é uma ação de cristãos que não acreditam que a igreja de Jesus Cristo compartilha de interesses financeiros e exploração do fiel. Fazemos isso não por rebeldia, mas por entendimento, não por magoa, mas por amor. Vamos entregar nas portas das faculdades (ação com foco em universitários) dinheiro pra comunidade. Isso mesmo, faremos a o inverso, pra cada estudante entregaremos R$ 1,00 junto com um flyer explicativo. A moeda não fará diferença financeira, mas mudança de mente.

Se você pensa assim e quer mudança na real, vamos agir, quebre o porquinho e a cada real entregue será um consciente em potencial.



Nos reuniremos hoje às 18:30h para orarmos pela ação, e a partir da 19:30h começaremos a trocar o nossa idéia com a galera do bar, os convidando pra repensar a vida, repensar seus conceitos sobre a igreja, sobre Jesus e seus reais seguidores e participar das nossas reuniões que rolam ali mesmo no bar todas as terças!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Bad news Blair













Este episódio 1x04 é especial pra mim, pois a sessão de fotos que a Serena e Blair fazem pela cidade é emocionante. Além, é claro, dos vestidos ma-ra-vi-lho-sos que elas roubam da coleção da mãe da Blair, a Eleanor. Este episódio é da 1ª temporada, episódio 04, "Bad News Blair". Postei as fotos pois demorei um século para achar na net os modelos desse vestido que elas usam. Pra quem quiser, assim como eu, está ai.







Bjinhos.

quinta-feira, 4 de março de 2010

Mega Lista

Quem trabalha com publicidade, designer, ou até mesmo quem procura imagens interessantes na internet, não pode deixar de colocar este post nos favoritos. Após um mês de pesquisas, fiz uma mega lista com todos os banco de imagens gratuitos. (Fonte: lista10.org)


+Banco de imagens gratuito
Verifique sempre o tipo de licença para a utilização das respectivas imagens.
1. Fotolia grátis
2. 9X13
3. Aarin Free Photo
4. Abstract Influence
5. About Pixel
6. Amygdela
7. Animal Pictures Archive
8. ARS
9. Artfavor
10. Banco Imagenes
11. Bajstock
12. Bigfoto
13. Burning Well
14. Cepolina Photos
15. Creativity 103
16. Cromavista
17. DHD Multimedia Gallery
18. Dieblen
19. Diwiesign
20. Dns Fotografia Digital [Brasil]
21. Dreamstime
22. Design Packs
23. Essendemme
24. Every Stock Photo
25. Farm Photo
26. FEMA
27. Fontplay
28. Fotodatenbank
29. Fotoglif
30. Foto Free
31. Fourbees
32. Free Foto
33. Free Digital Photos
34. Freemediagoo
35. Free Photo Bank
36. Free Photos Web
37. Free Images
38. Free Stock Photos
39. Free Stock Photography
40. Freerangestock
41. Image After
42. Image Base
43. Imageblowout
44. Insect Images
45. Light Matter Photography
46. Microshots
47. Morguefile
48. Open Photo
49. Photl
50. Photo Bank
51. Photo Rack
52. Photogen
53. Photoxpress
54. Plants of Hawaii
55. Pix
56. Pixel Perfect Digital
57. Pixelio
58. Public Domain Photos
59. Public Domain Stock Photos
60. Star29
61. Stick Stock
62. Stockvault
63. Studio25
64. SXC
65. Tofz
66. Tripalbum
67. Unices
68. Unprofound
69. Vintage Pixels
70. Visipix
71. Woophy
72. Yellowstone Digital Slide File
73. Zurb

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

DENUNCIA CRIME AMBIENTAL


Bom dia!

A preocupação hoje com o meio ambiente é global, pois se não cuidarmos de preserva-lo, nossos filhos não terão este privilégio que temos hoje, de poder desfrutarmos conscientemente do frescor das árvores e da limpidez da água.



Estou fazendo uma DENÚNCIA de obra irregular em cima de uma nascente e a poucos metros de um lago natural.

Em Rio Verde ainda não existe um local para tratar a água de sujeiras, no caso, um poço de decantação. E a SANEAGO, empresa responsável pelo saneamento básico e distribuição da água, resolveu fazer esta obra necessária em cima de uma nascente e dentro da área verde do município. Isto é inconstitucional, se tratando de um crime ambiental, além de não apresentarem o EIV, Estudo de Impacto de Vizinhança, já que o local da obra é dentro da cidade e não fora, como deveria ser feita.

Sobretudo fere a lei N. 4.771/65 art 2º da Constituição onde cita que são áreas de preservação permanente: b) ao redor das lagoas, lagos ou reservatórios d''água naturais ou artificiais;

c) nas nascentes, mesmo nos chamados "olhos d''água", seja qual for a sua situação topográfica;


Diante desse artigo, cito que a obra está sendo feita a poucos metros de um lago e em cima de uma nascente. É um crime muito grave, observando a grande degradação do meio ambiente que existe em Rio Verde, providências tem que ser tomadas.


Manifestação



No dia 15 de fevereiro houve uma manifestação da sociedade contra esta obra. Até então, o responsável não tinha afixado nenhuma placa infomando o que era e para que era a obra, mais uma irregularidade. Nem mesmo antes do dia 15, existia no local uma faixa de segurança colocando em risco crianças que estudam em frente ao local da obra, pois eles já haviam cavado um buraco de grandes proporções. Estiveram presentes no movimento, a afiliada da Globo em Rio Verde, TV Riviera, onde registrou esse momento, fez entrevistas que podem ser conferidas no You Tube.

(http://www.youtube.com/watch?v=B0p7RR97DFk). Jornais e rádios também noticiaram a grande revolta da população contra esta obra irregular da SANEAGO.


Convido o DEMA e demais órgãos, que lutam pela recuperação e preservação de nascentes compareça no local e veja a obra degradante que está matando uma nascente e prejudicando a área verde do município, que hoje é referência internacional em agroindústria e exportação de soja. O local da obra: Setor Dona Gercina, próximo ao Clube Dona Gercina.



Peço também, aos meus amigos dos veículos de comunicação que noticiem este crime ambiental e a indignação da sociedade.

Aos amigos blogueiros e ativistas ambientais ajudem a divulgar a despreocupação com o nosso meio ambiente.



Me coloco à disposição para mais informações.





Att.,



Jamila Costa - radialista, universitária e ativista ambiental.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Tutorial Raio de Sol em Corel


> abra o corel
> novo
> selecione a ferramenta retângulo
> Crie um do tamanho que desejar
> Tranforme ele em curva
> Clique em um dos nós e aperte delete
> Selecione o quadrado e dê mais um clique para poder rotacionar
(no centro do objeto vai ficar uma bolinha que mostra o centro do eixo de rotação)
>arraste a "bolinha" até a unica ponta do objeto (retangulo)
> va no menu > organizar > transformações > girar
(uma nova janela vai abrir no canto direito do corel
> coloque um numero do angulo de rotação (45)
> pressione aplicar ao duplicado ate ficar com este efeito ae

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Mapa Festival Terra Santa



Mapa para chegar o Festival Terra Santa.